terça-feira, 30 de dezembro de 2008

légua

estes topónimos referem-se a uma antiga medida itinerária, de diferente valor consoante os usos e costumes, oscilando entre os 4 e os 7 km. são topónimos viários, já que não há légua sem caminho que valha a pena percorrer e medir. colocam estes topónimos uma questão: a "légua" é contada a partir de onde? muitas vezes, o ponto de referência parece ter desaparecido na voragem do tempo e do esquecimento. outras vezes está lá mesmo, no local, como em "Marco de Légua".

As Léguas (Gz.) - ver Comentº de Calidonia
Cachoeira da Meia Légua (Br.)
Casal da Légua
Cruz da Légua
Légua

Légua da Póvoa - entre a Póvoa de Varzim e Laúndos. na realidade, esta é uma "légua velha", aproximadamente légua e meia atual. pela sua extensão, "uma légua da Póvoa" passou para a linguagem popular da região como significando uma distância acima da conta, um caminho bem comprido.

Légua Dreita (Gz.) - ver Comentº de Gabs

Marco de Légua - este tipo de monumento indicava o ponto onde terminava uma légua e começava a seguinte. um deles passou a topónimo por se ter reunido uma população ao seu redor. em Portugal, os marcos de légua mais conhecidos são do séc. XVIII, da Rainha D. Maria I.

Meia Légua
Padrão da Légua
Praia da Légua
Terreiro da Légoa


9 comentários:

Calidonia disse...

E há "As Leguas". Devia ser uma fazenda bem grande...

o viajante disse...

Obrigado e Feliz 2009!

Anônimo disse...

Em Kamtos Km Dam uma Legua ? Da 6 km ?????????

o viajante disse...

agradecia uma linguagem adulta e séria

gabs disse...

Na Galiza há também "A legua dreita", que é um trecho de estrada entre os concelhos de Begonte e Vilalva, na Província de Lugo.

o viajante disse...

obrigado. vou anotar, com a devida vénia.

O disse...

Perto do Zebreiro, hai duas Laguas, pronunciadas "Lagúa" ou "Legúa" segundo os falantes.
Umha é a Lagua/Legua de Castilha no mesmo caminho de Santiago.
A outra é a Lagua/Legua de Tablas.
Ambas as duas aldeias estám a dous quilómetros, do Zebreiro, entre elas bem hai umha légua (4 Km e algo).
E dizer que som traduzidas como "La Laguna de Castilla" e "La Laguna de Tablas".
Saúdos.

o viajante disse...

obrigado polas achegas

sergio martins pandolfo disse...

Artigo bem ilustrativo. Em Belém, Estado do Pará (Amazônia), Brasil tb temos um marco de légua (relativo à concessão da 1ªlégua patrimonial da cidade, de 1626) relativamente bem conservado. Por sua existência foi dada a denominação de Marco da Légua ao bairro criado e traçado há um século pela intendência de então, revolucionário pelas "modernidades" de seu cariz: ruas largas, traçadas em quadriláteros, praças, farta arborização, etc. O monumento, conquanto meio que escondido pelas edificações atuais, permanece lá.