terça-feira, 26 de maio de 2009

fajoses (Pt.)

o concelho de Vila do Conde (Pt.) é típico do que poderíamos chamar um concelho litoral galaico-duriense, onde a agricultura namora com a vida do mar, mas não se ajunta co ela.
o verde dos campos vai até onde chega o borrifo das ondas. e antes da chegada dos parques industriais, da indústria de laticínios, dos centros comerciais e das fábricas têxteis e de confeções ainda era mais assim do que que ainda é hoje.
a toponímia de vila do Conde é muito maioritariamente rural e só esporadicamente marítima. para cada "caxinas" ou "árvore" há dezenas de "vilares", "vilas", "aveledas", "outeiros" e "rios maus", além dos infalíveis nomes de proprietários germânicos medievais.
e assim chegamos a "Fajoses". acredito que chegámos a "Fajoses" e não a "Fajozes". porque "Fajoses" será um plural redundante de "Fajós", que já de si é plural de "Fajó". penso que assim, redundando-se a noção de plural, se dá uma ideia de compartimentação em pequenas parcelas. não por vontade dos homens mas por caprichos da natureza local.
não creio que "fajó" tenha que ver com feijões, embora não seja proibido semear feijões numa fajó.
antes creio que "fajó" é o diminutivo de "fajã". e aqui a coisa compõe-se: porque "fajã" é uma "pequena parcela de terreno plano, propício à agricultura, habitualmente situada junto ao mar".
nos Açores, na Madeira e em Cabo Verde, para onde levamos o jeito de dizer as coisas, abundam as "fajãs" - com caraterísticas muito próprias, por via da sua natureza vulcânica.

8 comentários:

Jo Lorib disse...

Olá, quanto tempo faz que não escrevo aqu (mas leio sempre), como vai o amigo?
Passo só para informar que a Wikipédia tem muito material sobre fajãs, confira aqui:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Faj%C3%A3s_dos_A%C3%A7ores, graças a um habitante da ilha, o Luís Silvera.
Grande abraço desde São Paulo.

o viajante disse...

sem dúvida, uma excelente achega.volte sempre. abraços desde Coimbra.

A disse...

desconhecia por completo esta hipótese, tanto quanto desconhecia o termo fajã. parece-me realmente bastante mais provável que uma terra inteira receber o nome de algo tão incerto quanto feijões, por mais selvaticamente que eles lá crescessem. não diminuindo a semente que aprecio bastante :)

caso não tenha nada contra, pedia permissão para acrescentar esta informação à entrada da wikipédia sobre fajozes, seguida da devida referência. compreendo perfeitamente caso não queira.

um grande abraço de alguém que admira o que faz e o empenho que tem em partilhar aquilo que sabe.

o viajante disse...

sobre a wikipedia, OK, nos termos em que diz.
quanto ao resto, obrigado pelo incentivo. faz-me sentir importante e útil :)

A disse...

já adicionei a informação aqui indicada à página da wikipédia. pode consultar aqui.

graças ao próprio formato da wikipédia, pode alterar à sua vontade caso tenha algo a acrescentar/modificar ao que está escrito.

quanto ao resto, não tem nada que a agradecer. devemos falar quando temos algo de bom a dizer das pessoas. quando não temos, devemos passar a ter mais cuidado a escolher com quem falamos :)

abraço

o viajante disse...

fixe.

André Fajoses disse...

Parabens pelo site, Meu nome é andre luiz da silva FAJOSES...( sou do Rio de janeiro - Brasil ) as vezes procuro na internet sobre fajoses pois sempre me interesso pela origem do meu sobrenome, ainda náo tinha achado nada de muito interessante ate achar seu site !

Mais uma vez parabens!

o viajante disse...

:)