terça-feira, 20 de julho de 2010

égua, éguas

já me referi a este(s) hidrónimo(s). por evidente que seja a relação entre eles e a presença de ribeiros, riachos e pequenos cursos de água em geral, ainda se encontra quem defenda que eles se referem à(s) fêmea(s) do(s) cavalo(s). mas, na verdade, a sua origem está nas falas dialetais para a palavra "água" (acqua), curiosamente numa forma muito semelhante a formas encontradas na Provença.
ainda mais curiosa é a sua presença no Brasil, em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Paraná. mas esta curiosidade só pode estranhá-la quem não conhece o caráter conservador do Português do Brasil.
em Portugal, conheço:

Chãs d' Égua
Éguas
Fonte das Éguas (Gz.)
Foz d' Égua
Monte da Égua
Portas d' Égua


3 comentários:

Home-Mariño disse...

Na Galiza é habitual o topónimo "Costa da Égua" associado a caminhos ou vias naturais de trânsito. Este topónimo indica a importância do uso destes caminhos.

Anônimo disse...

No Distrito de Setúbal, Concelho de Sesimbra, há um local hoje designado por "Boa-Agua" o qual na época romana foi referenciado como "equabona". De notar que nessa zona se encontram as nascentes e ribeiros que dão ou davam origem ao rio Coina. Ainda há poucas décadas a "fonte de Negreiros" fornecia a quem se didigia a esas zona, uma água potável de muito boa qualidade
e frescura.

Anônimo disse...

Fonte das Éguas, Parroquia de San Antón d'A Barqueira, Concello de Cerdido, Coruña