terça-feira, 4 de abril de 2006

Topónimos Relacionados com Migrações

a migração de populações está representada nas toponímias galega, portuguesa e brasileira. no caso galego-português, a maioria destas migrações deu-se no século XII e XIII, mercê de políticas de repovoamento em resposta a uma rarefação populacional de causas diversas. já vimos, a propósito dos galegos e dos britos na toponímia portuguesa, alguns topónimos que se referem à migração de gente vinda de outras bandas da Península Ibérica, de outras zonas da Europa e mesmo de outras regiões do país. no caso brasileiro, a maioria destes topónimos refere-se à migração de portugueses, mas também há muitos topónimos de origem alemã, sobretudo no sul.
em qualquer dos casos, a criação destes novos topónimos deve-se ao fa(c)to dessas terras não terem ainda nome, ou ter sido esquecido o nome anterior.
vemos que as aldeias serranas da Beira, hoje lugar de refúgio para gente do norte da Europa, não mudaram de nome pelo facto de abrigarem holandeses ou alemães. é que ou os derradeiros habitantes originais dessas aldeias ainda estavam vivos ou o nome das aldeias ainda era conhecido.



A-dos-Francos
Algarvios - aldeia de gente oriunda do Algarve. topónimo a norte do Algarve
Astureses (Gz.) - ver "Estorãos".

Almalaguês - ver postagem

Barrancões - aldeia de gente oriunda de Barrancos (?)
Bascos (Gz.) - aldeia de bascos
Beirã - talvez por "aldeia povoada por gente vinda da Beira". topónimo a sul da Beira (Alto Alentejo)

Beirão - talvez esteja por "lugar povoado por gente vinda da Beira". topónimo a sul da Beira

Bergonha - oriundos da Borgonha. por sua vez, a "Borgonha", região da França, refere-se a um povo germânico oriundo de Borgundarholm, uma ilha escandinava da costa dinamarquesa

Biscaia - aldeia de gente oriunda da Vizkaya (País Basco)
Biscainha - o mesmo que "Biscaia"
Biscainhos - o mesmo que "Biscaia"

Brasileira - não conheço, mas está referenciado. deverá referir-se a gente que esteve no Brasil

Brasileiro - não conheço, mas está referenciado. ver "Brasileira"
Brasileiros - não conheço, mas está referenciado. ver "Brasileira"

Bretonha - oriundos da "Britânia". trata-se de celtas em fuga, em consequência da invasão dos anglo-saxões

Briteiros - oriundos da "Britânia". ver "Bretonha"
Brito -
Britos - ver "Briteiros
Casconha - de Gasconha ("Vascónia"), País Basco (?)
Castelães - gente oriunda de Castela
Castelão - povoado ou lugar povoado por gente vinda de Castela
Castelãos - gente oriunda de Castela
Castelãs - o mesmo que (aldeias) castelhanas
Castelhana - (aldeia de) gente oriunda de Castela
Castelhanas - ver "Castelhana"
Castelhano - o mesmo que "Castelão"
Castelões - oriundos de Castela
Coenços - gente oriunda de Coence (Gz.)?
Coimbrão
Coimbrões - oriundos da região de Coimbra
Cumbraos (Gz.) - o mesmo que "Coimbrões
Estorãos - asturianos
França
Franciscas
Francos
Franqueira
Galegos - oriundos da Galiza
Galizes - o mesmo que Galegos
Golegã - (aldeia galegana ou galegã): "(aldeia) galega"
Germanha (Gz.) - gente oriunda da Germânia
Guilhadeses - gente oriunda de Guilhade (Gz.)

Guimarantinhos - pela sua localização (Mangualde), será "gente de Guimarães de Tavares"?

Limãos - oriundos do Vale do Lima (galego)
Limões - ver "Limãos"
Lombardos - oriundos da Lombardia (Itália)
Malga - forma sincopada de Málaga. ver postagem
Margato - gente oriunda da Maragatería, León
Medeiros - gente oriunda de Meda
Meridãos - gente oriunda de Mérida
Merideses - o mesmo que "Meridãos", mas com terminação leonesa
Mesiões - oriundos de Mesio
Nafarros - oriundos de Nafarroa (Navarra)
Panóias (Pt. e Gz.) - oriundos da Panónia (actual Hungria)
Penicheiras - aldeias de gente oriunda de Peniche
Porvença (Gz.) - ver Proença
Proença a Velha - gente oriunda da Provença
Proença a Nova
Ribeira das Castelhanas

Sardão, Cabo - refere-se aos "sardos", "povo do mar", que também deu nome à Sardenha (I)

Sardinheiro (Gz.) - ver "Sardão". graf. altern. Sardiñeiro
Seidões - aldeia de gente oriunda de Seide (?)
Sevilhão - lugar povoado com gente oriunda de Sevilha
Sourões - lugar povoado com gente oriunda de Soure
Suevos (Gz.) -
Toscanha (Gz.) - gente oriunda da Toscânia
Vascões - aldeia de gente oriunda do País Basco

Vergonha - ver "Bergonha". aqui pode ver-se como um topónimo "nobre" pode evoluir para uma forma desagradável (mais, talvez, por efeito da escrita do que, propriamente, pela fala)

12 comentários:

D'Noronha disse...

Caro José Cunha, aqui em Florianópolis é muito comum chamar de 'servidão' àquelas ruas pequenas, sem saída. Só conheci este termo aqui na região.Por acaso é alguma herança dos açorianos? Agradeço qualquer informação.

o viajante disse...

penso que será o mesmo que "bêco" e, então, o termo "servidão" indica que esse bêco é "de utilização pública ou comum". não é um sentido muito estranho, mas desconheço se é característico dos Açores.é uma boa questão para averiguar.

Jo Lorib disse...

`Servidão`é um termo jurídico que indica uma restrição ao `dominío`,comum em escrituras públicas,normalmente se refere a um direito de passagem por um terreno que beira uma estrada deixada como acesso a um outro terreno ao fundo.Os lotes de frente tem a propriedade do beco,mas existe uma servidão,um direito de passagem aos lotes do fundo.Existe o termo aqui na minha região,ppmt na área rural.
Abraços desde São Paulo

o viajante disse...

para esse conceito consuetudinário e jurídico existe aqui o termo "serventia". mas é mais próprio de terrenos rurais.
aquele abraço desde coimbra.

Calidonia disse...

Francos (Amaía), Rua do Franco (Compostela)
Rua dos Basquinhos (Compostela)
Astureses (não lembro)
Sarreaus (prov. Ourense)
...

o viajante disse...

creio que quanto a "Sarreaus" se passa o mesmo que com "Tamagaos", tamém na Província de Ourense. não indica uma migração de povos ou tribos, antes indica que o povo ou tribo se instalou na bacia daquele rio (Sarria, Tâmega, etc.). se eu estiver enganado, corrija-me p.f.
aquele abraço

o viajante disse...

quanto a "Astureses", ver
http://galicias.com/boboras/astureses/index.htm

Miguel disse...

pois a mim ocorre-se-me umha outra interpretaçom nom relacionada com a ilha de Sardenha para explicar o topónimo "Sardinheiro" (concelho de Fisterra, Corunha, Gz)sobretudo tendo em conta que era aldeia de pescadores de sardinha. :-)
Sobre Sardão mmm.... de novo acho que Sardenha fica muito longe. Em galego-português a forma xardão/sardão é umha das maneiras de denominar a duas especies de plantas, a azinheira (Quercus ilex) e ao azivro ou azevinho (Ilex aquifolium), que têm a folha semelhante. A abundância destas plantas em certas localidades produziu alguns topónimos, tanto na Galiza como em Portugal.

o viajante disse...

miguel, "sardão", "sardinheira",não tenhem nada que ver com "Sardenha". mas "Sardenha", "Sardão" e "Sardinheira" já tenhem que ver cos "Sardos", o chamado "Povo do Mar", que deixou vestígios pelas nossas costas.
tamém os vikkings deixaram vestígios na nossa costa. e outros povos marinheiros, como gregos e fenícios.
seria bastante coincidência que os topónimos em "sard..." fossem todos à beira-mar ou perto do mar.
não achas? acho que não vale a pena complicar...
um abraço.
saudinha.

o viajante disse...

o problema é que "sardinha" também deriva de "sardo". "sardinha", com essa pronúncia e tudo, é o nome autóctone da "Sardenha" ("terra dos sardos"). é como "andaluzia", que quer dizer "terra dos vândalos". isso não quer dizer que os Sardos sejam naturais da Sardenha nem os Vândalos sejam naturais da Andaluzia. ao que julgo saber,aliás, os Sardos são originários da Ásia Menor - actual Turquia.

Miguel disse...

Olá again,
acho do maaaais complicado ir procurar a origem de topónimos como o da aldeia do Sardinheiro (concelhode Fisterra) até os sardos. Eu nom sou experto em história antiga, mas gostei imenso (e recomendo a todo o mundo) do livro de K. F Kienitz (ediçom em castelão, Pueblos en la Sombra ed. Gredos) que coincide contigo em que os sardos fazem parte pos povos pelágicos. Mas olha, acô tenho a dous companheiros de trabalho nascidos no Sardinheiro, um deles foi pescador e pescou sardinha. :-) Nom insito mais. Também discrepo no da localizaçom exclusivamente costeira destes topónimos, podem-se topar também no interior da província de Lugo (mesmo também em Castela).
Um outra cousa, gosto muito do teu blog e as minhas discrepâncias pontuais nom pretendem restar mérito nengum ao teu interessante trabalho. Um forte abraço.

o viajante disse...

:-)