sexta-feira, 21 de abril de 2006

Será Que Vem de Lavar?



estes topónimos têm a particularidade de fazer apelo a um certo segundo sentido, de conotações corporais íntimas. a fazer fé na aparência, nesses locais seria uso fazer-se um determinado tipo de higiene, corporal ou espiritual. mas será?
certo é que também têm em comum o facto de estarem junto a linhas de água e serem locais de travessia ou terrenos ribeirinhos com alguma caraterística especial em comum (veigas? prados? lugares de pastagem?).

Lavacolla (Gz.)
Lavacolhos (Pt.)

Lavacunas - na margem direita do rio Minho

Lavadores (Pt. e Gz.) - este topónimo não parece ter relação com os restantes. pronuncia-se "lavadòres". estará relacionado com a presença de escolhos e arrecifes junto ao mar. rever aqui

Lavadorinhos - diminut. de "Lavadores"
Lava Mãos
Lavariz - (?)

Lavarrabos - na margem direita do rio Mondego. topónimo abandonado em favor de um mais "apresentável" - o actual "S. João do Campo", nos arredores de Coimbra. porém, não seria exactamente "lavarrabos", mas sim "rabarrabos"

Lavatodos (Pt.) - na margem esquerda da ribeira de Lorvão
Lava Seixos



2 comentários:

Miguel disse...

Olá de novo.
Espero nom ser um pesado, mas é que gosto um algo disso da toponímia. Neste caso é para comentar sobre Lavacolha, a que esta no caminho de Santiago já perto da cidade (na Galiza há outra Lavacolha no concelho de Outes). Sobre a sua origem há várias hipóteses, mas a que semelha mais certa é a evidente: Lava-colhões.
Uma outra diz que vem de lavar o colo, do latim “collum”. E mesmo há quem a relaciona com a raiz prerromana naba (laba), associada a lugares cóncavos com frequente hidromorfia.
Mas o certo é que os antigos peregrinos adiavam durante um dia a sua entrada em Compostela nun lugar com rio a carom do Monte do Goço (de onde já se olhava a catedral. Aqui, purificavam-se dos pecados cometidos na andaina, incluido os "da carne". Por isso lavavam, de maneira ritual também os seus genitais. De feito, o Códice Calixtino (auténtico livro de viagens para o peregrino do século XII) denomina ao rio de Lavacolha "Lavamentula" (Capítulo III do Codex Calixtinus) De mentula, que é o penis.
Um abraço

o viajante disse...

"um determinado tipo de higiene, corporal ou espiritual" - escrevi eu. estava pensando em "Lavacolla" e em "Lavatodos". não sei ainda o que significa tudo isso, já que por certo será um ritual antiquissimo, incorporado depois noutros contextos religiosos. mas será só isso? e o latim explica tudo, ou estamos perante realidades latinizadas? é o que pretendo discutir com este post.
volta sempre. não és peso nenhum.
aquele abraço desde Coimbra