domingo, 3 de dezembro de 2006

As "Lândias" Brasileiras

Jo Lorib nem me deixa respirar. tenho que falar de "-lândias", já.
a história é a mesma das "-polis". e se "polis" vem do grego e quer dizer "cidade", "land" vem das línguas germânicas e quer dizer "terra", "terra de...", "país de...", como "Nederland", "Deutschland", "England", "Groenland", etc.
como se vê, "land" é uma designação mais própria para regiões ou países do que, propriamente para cidades ou vilas.


exemplos:

Abreulândia (Tocantins)
Açailândia (Maranhão)
Acrelândia (Acre)
Adelândia (Goiás)

Aloândia (Goiás) - nome irregular. a terminação correcta seria "-lândia" e não "-ândia". ou terá outra explicação?

Anaurilândia (Mato Grosso do Sul)
Andrelândia (Minas Gerais)
Angelândia (Minas Gerais)
Brasilândia (Mato Grosso do Sul)
Brejolândia (Bahia)
Cassilândia (Mato Grosso do Sul)
Castelândia (Goiás)
Catolândia (Bahia)
Cidelândia (Maranhão)
Cravolândia (Bahia)
Crucilândia (Minas Gerais)
Damolândia (Goiás)
Doverlândia (Goiás)
Epitaciolândia (Acre)
Felixlândia (Minas Gerais)
Funilândia (Minas Gerais) - (este é um bom enigma)

Hidrolândia (Goiás) - neologismo híbrido, poderia ser "Hidropólis" ou "Vaterlândia". mas não é, e fica assim

Inaciolândia (Goiás)
Israelândia (Goiás)
Ivolândia (Goiás)
Joselândia (Maranhão)
Marcelândia (Mato Grosso)
Marilândia (Espírito Santo) - Cf. "Mariápolis" e "Maryland" (EUA)

Materlândia (Minas Gerais) - topónimo híbrido, de lat. mater e germ. land: à letra: "terra mãe". poderia ser "Mátria" ou "Muterlândia", para ter uma formação mais consistente. mas, na era das palavras híbridas, será um pecado menor

Maurilândia (Goiás)
Medicilândia (Pará)
Mozarlândia (Goiás)
Niquelândia (Goiás)
Nortelândia (Mato Grosso)
Nova Brasilândia (Mato Grosso)
Ourilândia do Norte (Pará)
Portelândia (Goiás)
Rondolândia (Mato Grosso)
Sanclerlândia (Goiás)
Serrolândia (Bahia)
Sidrolândia (Mato Grosso do Sul)
Simolândia (Goiás)
Tailândia (Pará)
Teofilândia (Bahia)
Teolândia (Bahia)
Turilândia (Maranhão)
Turvelândia (Goiás)

6 comentários:

Jo Lorib disse...

Mas que são feios, isso lá são mesmo. Vou fundar uma cidade e chama-la Joloriberlândia. Deus me livre disto.

o viajante disse...

é. um começa e os outros vão atrás. nem sempre pela estética. mas a gente que mora nessas "-lândias" e "-polis" não se queixa. que eu saiba...
de "-lândia" eu recordo o nome de um Café de Braga, o Cinelândia", que já não é "lândia" nem "café"

dnoronha disse...

Olá, amigos. Andei um pouco afastado da rede. Mas tenho a acrescentar:
No caso de landia:
Meu irmão, Ige D'Aquino nasceu em Crucilândia. Nome horrível, porém melhor que o anterior à elevação para município: "Gambá".

Já aqui em Florianópolis existe um movimento grande para que se volte ao nome antigo: "Desterro". Não que seja um belo nome, mas é intolerável ter no nome desta bela cidade uma homenagem a um assassino, promotor de massacres de inocentes: Floriano Peixoto.

o viajante disse...

seja bem aparecido!
pois...esse é um dos riscos de pôr o nome de gente importante a uma cidade. mais dia menos dia, os valores e a roda da fama giram ao contrário...
grande abraço

luiz evaristo disse...

Pois eu que que nasci em Crucilândia ainda prefiro Gambá ao
terrorismo cristão que tem como bastião a cruz.Ou talvez Gambalândia.

o viajante disse...

sabia que "Gambá" (tupi-guarani) é o mesmo que "Raposa" (português)?