sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

A Santa Natureza

aqui é a Natureza, pura e simples, ou algum aspecto particular da Natureza, que merece o qualificativo de "santa" ou "santo": pode ser um monte, um vale, uma fonte, enfim, algo que merece respeito, reserva e, eventualmente, culto. não no sentido que hoje é comum de uma religião extra-natural, mas de uma visão da Natureza impregnada do sagrado. numa só palavra, uma visão Pagã, panteísta, do Universo. esta veneração ou divinização da natureza manifesta-se também sob a forma de "senhora" ou "senhor", como a "Senhora da Peneda", a "Senhora da Lapa", o "Senhor da Serra", etc. já me referi a esses topónimos noutro local.

exemplos:

Água Santa
Águas Santas

Augas Santas - forma oral de "Águas Santas", própria do norte de Portugal e da Galiza

Cabeça Santa - já me referi, noutro post, às cabeças santas, que, em alguns casos, evoluiram para "santas da cabeça" (ver "Santa Eulália", "Santa Quitéria", ...)

Cabeço Santo - o mesmo que "Cabeça Santa"
Fonte Santa
Moita Santa
Monsanto
Vale Santo




4 comentários:

Jofre Alves disse...

Passei para ver e apreciar o blogue, sempre com bom-gosto e qualidade, factor que me leva a visitá-lo para deixar o desejo dum óptimo fim-de-semana, apesar deste frio que enregela, mas como diz o povo «mãos frias, coração quente».

o viajante disse...

meu caro Jofre de Lima Monteiro Alves,
gosto muito do seu Magazine e blogues associados. passa(m) a fazer parte da minha Frota Honorária.
e, além de tudo o mais, somos minhotos.
quanto ao frio, bom, é tempo dele. sempre poderemos dar mais valor ao verão...
aquele abraço para Paredes de Coura.

Calidonia disse...

Uma descoberta da que gostará. Ojalá houver mais obras como esta! Cumprimentos.

o viajante disse...

sem dúvida que sim.
passa a ser uma ligação importante.
obrigado.
um abraço desde Coimbra.