segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

salgueiros, salzes, sazes, seices e vimieiros


"salgueiro" é o nome comum de centenas de espécies do género salix. tal como os teixos, estas árvores são dióicas e já existiam na Era Terciária. por dióicas entende-se que a sua morfologia e características se diferenciam em função do sexo. a palavra salix parece ser de origem céltica, indiciando a ideia de "junto d' água".
há diversas variedades e nomes de "salgueiros" e a hibridação espontânea ou induzida é bastante frequente entre as espécies. por isso, será melhor reunir o conjunto e tentar estabelecer as diferenças de significado caso a caso, se as houver. um dos nomes alternantes é "sazes" ("sazeiros"), outro é "vimeiro" ou "vimieiro" e outro, ainda, é "seiceira" (de "seiça" ou "seice", isto é, salix ou "salgueiro").
o vime, das varas moles e flexíveis do vimieiro, é um material tão antigo quanto nos é possível recuar no tempo e tem servido para fins artesanais, como cestaria variada e mobiliário.
há milhares de anos que o ser humano se deu conta das propriedades tóxicas e terapêuticas do salgueiro, ou salix. no Egipto, na Mesopotâmia e na Grécia Antiga eram conhecidas e anotadas a escrito as propriedades analgésicas, antipiréticas e anti-inflamatórias do extracto ácido da folha da salix alba. outro tanto acontecia já na América pré-colombiana.
sabemos isso por relatos escritos ou, no caso dos ameríndios, por convivência directa. mas escrita não é o mesmo que datação, pelo que se pode presumir tratar-se, muitas vezes, de uma recolha e sistematização de um saber muito mais antigo, transmitido de geração em geração.
em 1899, a fábrica química alemã Bayer isolou e industrializou o princípio activo do extracto ácido da folha de salix, com a designação química de ácido acetilsalicílico e o nome comercial Aspirina, medicamento que tem resistido ao desgaste do tempo e da concorrência farmacêutica, dada a versatilidade das suas indicações terapêuticas e ao tipo de patologias hoje dominantes.
é uma das árvores-símbolo, não só pelos seus efeitos maléfico-terapêuticos mas também pela facilidade com que pega de estaca, quer na posição normal quer invertida.


Arneiro de Sazes
Asseiceira - ver Comentº de Gundibaldo
Asseiceirinha - ver Comentº de Gundibaldo
Assinceira - ver Comentº de Gundibaldo
Bairro da Salgueira (Gz.) - em Vigo
Borrazeiro - ver Comentº de Gundibaldo
Borrazeiros - ver Comentº de Gundibaldo
Casal do Salgueiral
Casal do Salgueiro
Herdade da Sarrazola
Herdade do Borrazeiro
Illa dels Salzes (Cat.)
Les Salces (Fr.)
Monte da Salgueira (Gz.)
Monte Salgado (Gz.) - ver Comentº de Miguel
O Salgueiral (Gz.)
O Salgueiro (Gz.)
Ponta Salgueira (Gz.)
Praia da Salgueira
Praia do Salgado

Quinta da Aborraceira - está por "Quinta da Borraceira" ou "Q. da Borrazeira"

Quinta da Sarrazola
Quinta do Ribeiro do Salgueiro
Quinta do Salgueiro

Regato da Salgueirinha (Gz.) - graf. altern. (Gz.): "Regato da Salgueiriña"

Ribeira de Sarrazola
Ribeira do Salgueiral
Ribeira do Salgueiro
Rua do Salgueiral
Rua dos Sazes
Saiçal - ver Comentº de Gundibaldo
Saiçais - ver Comentº de Gundibaldo
Salces - topónimo da Cantábria (Es.)
Salgado (Gz.) - ver Comentº de Miguel
Salgados (Gz.) - ver Comentº de Miguel
Salgosa - ver Comentº de Gundibaldo
Salgueira
Salgueira de Baixo
Salgueira de Cima
Salgueira do Meio
Salgueirais - ver Comentº de Gundibaldo
Salgueiral (Pt. e Gz.)
Salgueiral de Baixo
Salgueiral de Cima
Salgueiras - ver Comentº de Gundibaldo
Salgueiredo (Gz.)
Salgueirinha (Pt. e Gz.) - graf. altern. (Gz.): "Salgueiriña"
Salgueirinhas
Salgueirinho (Pt. e Gz.) - graf. altern. (Gz.): "Salgueiriño"
Salgueiro do Campo
Salgueirinhos (Pt. e Gz.) - graf. altern. (Gz.): "Salgueiriños"
Salgueiro (Pt., Gz. e Br.)
Salgueiro da Lomba
Salgueiro da Ribeira
Salgueiro do Campo
Salgueiros (Pt. e Gz.)
Salzeda
Salzedas
Sarrazola - ? - Gundibaldo e eu conhecemos ambos este site
Sarzeda
Sarzedas
Sarzedela - diminut. de "Sarzeda"
Sarzedelo - diminut. de "Sarzedo"
Sarzedinha - ver Comentº de Gundibaldo
Sarzedinho
Sarzedo
Sazeda

Sazes - "sazes" é o mesmo que "sazeiros" (pronúnc. "sàzeiros"), árvores da espécie salix salifolia, ou borrazeira-branca. ver "Borrazeiro" e "Borrazeiros"

Sazes da Beira
Sazes de Lorvão
Seiça - ver Comentº de Gundibaldo

Seiçal - ver Comentº de Gundibaldo. a propósito: "Seixal" - de "seixo" ou de "seiça"? pelo menos no caso de Porto Moniz (Md.), "Seixal" está por "Seiçal"- ver aqui

Seição - ver Comentº de Gundibaldo
Seiceiro - ver Comentº de Gundibaldo
Seixal - ver "Seiçal"
Serrazola - ver "Sarrazola"
Vale Salgueiro
Vime - ver Comentº de Gundibaldo
Vimeiro
Vimeiró - diminut. de "Vimeira". ver Comentº de Gundibaldo
Vimes - ver Comentº de Gundibaldo
Vimial
Vimianço (Gz.) - graf. altern. "Vimianzo"
Vimieira
Vimieiro (Pt. e Gz.)
Vimiers (Fr.)
Vimioso
Volta do Salgueiral - em Coimbra

4 comentários:

Gundibaldo disse...

Viajante,

Ora aqui vai uma contribuição, agora mais substancial (com igual fonte - A.F.P.C., vol 7, 2007), sobre topónimos ligados aos Salix:
- Asseiceira;
- Asseiceirinha;
- Assinceira;
- Borrazeiro;
- Borrazeiros;
- Saiçal;
- Saiçais;
- Salgosa;
- Salgueirais;
- Salgueiras;
- Salgueirinhas;
- Salzeda;
- Salzedas;
- Sarrazola;
- Sarzeda;
- Sarzedas;
- Sarzedela;
- Sarzedinha;
- Sarzedo;
- Seiça;
- Seiçal;
- Seição;
- Seiceiro;
- Vime;
- Vimeiró;
- Vimes.
Procurei na net a enigmática Sarrazola e encontrei aqui (http://www.prof2000.pt/
users/secjeste/bconde/
pg000310.htm) uma arrojada
proposta etimológica.

Abraço atlântico

Gundibaldo

Miguel disse...

Olá,

dous apontamentos.
1- os salgueiros não são coníferas como o teixo, muda isso já!!! :-) São angiospermas, como a batata. Lamento exercer de botânico pesado, desculpai-me. hehehe

2- um topónimo obscuro que parece estar relacionado c'o salgueiro é SALGADOS. Não lembro o livro, mas lim que um salgado é um sinónimo de salzeda. O topónimo está, polo menos, em:

Monte Salgado, Zambujal, paróquia de Cadima, concelho de Cantanhede Pt
Salgados, paróquia de Mafra, concelho de Mafra Pt
Salgados, paróquia de Rairiz de Veiga, concelho de Rairiz de Veiga. Gz
Salgados, paróquia de Aldurfe, concelho de Rio Torto. Gz

As localidades galegas estão no interior, em terrenos nada salinos, polo que qualquer relação com o sal não parece (a priori) oportuna. No caso do lugar de Rairiz de Veiga (nas terras chãs e alagadiças que beiravam a antiga lagoa de Antela), a vegetação potencial estava constituída por salgueiros e amieiros, ficando os carvalhos em alguma encosta. Agora aquilo está cheio de caneiros de drenagem e cultivos de batata.
Também é interessante a mais que possível relação com o galeguíssimo apelido "salgado". Por suposto, também é apelido português, mas acho que é menos frequente alô. O famoso Sebastião brasileiro é descendente de galegos. O apelido salgado tem-se relacionado com pessoas divertidas (dando-se-lhe o mesmo sentido que em castelão tem a palavra "salado"). Porém, se procuramos no Mapa de Apelidos da Galiza vemos que "Salgado" está principalmente concentrado em Ourense (aonde pertence Rairiz de Veiga) e nos arredores do concelho luguês de Rio Torto!!
http://www.cesga.es/content/view/498/84/lang,gl/#

Neste web tendes a ligação, entre outras, ao Mapa de Apelidos.

Saudinhos

o viajante disse...

Miguel,
tenho que bater em quem me induziu em erro... não sou um botânico, por isso socorro-me da sabedoria dos outros. acontece que bati na porta errada. obrigado pela correcção.
acho que depois desta série de fitotopónimos vou ficar um craque em Botânica...
sobre "Salgado" e "Salgados", concordo contigo. além dos exemplos que já deste, existe um topónimo enigmático: "Praia do Salgado", entre a Nazaré e São Martinho do Porto, em que "salgado" aparece claramente como substantivo.
um abraço

o viajante disse...

caro Gundibaldo,
já aqui tive elencado o topónimo "Serrazola", com base nesta informação, que me parecia fazer sentido. mas retirei-o da lista até melhor documentação. como saberá, J. P. Machado (2003)diz que "sarrazola"/"serrazola" viria de "serra", o que não me parece fazer qualquer sentido, dada a existência da "Herdade da Sarrazola", da "Quinta da Sarrazola", etc., etc.
quanto ao resto, obrigado pela listagem. grande e boa. como sempre.
saudações