quinta-feira, 6 de outubro de 2005

Espadacinta

"Espadacinta" é um topónimo de um grupo que inclui "Espada", "Espadanal", "Espadanedo", "Espadaneira", "Porto da "Espada", "Freixo de Espadacinta".
"Espadacinta" fica situada na confluência dos Rios Huebra e Douro, na Região das "Arribas do Douro" ("Arribes del Duero"), Parque Natural ibérico conhecido pelas gargantas abissais que constituem a fronteira entre o Distrito de Bragança, em Portugal, e a Província de Salamanca, em Espanha. É de supor que essas gargantas profundas e estreitas justifiquem a segunda parte do topónimo ("cinta": "apertada").
Quanto a "Espada", o seu significado ainda não é claro, embora se possa admitir que esteja relacionado com um terreno bravio e úmido.
"Espadanal", topónimo associado, significa um lugar onde abunda "espadana", tal como "Espadaneira". E, por sua vez, espadana ("a que cresce na espada"?) é uma planta herbácea palustre. Mas "espadana" também pode significar "veio de água" - onde se desenvolvem as plantas palustres. Pode ainda dar algum contributo para deslindar o significado de "espada" a estirpe de vinha conhecida por "espadeira" (pronunc. "espàdeira").
A ligação de "Espadacinta" a Portugal faz-se por "Freixo de Espadacinta", antigamente chamada apenas "Freixo", mais tarde "Freixo de Espadacinta" e, mais recentemente, "Freixo-de-Espada-à-Cinta".
Não há fundamento para a grafia "Espada-à-Cinta" nem, consequentemente, para as historietas com ela relacionadas. Mas que são cavalheirescas e patuscas lá isso são.

2 comentários:

bruno disse...

Interessante post - para mim ainda mais interessante a nível pessoal, dado o meu apelido (chamo-me Bruno Espadana) :)
Continuarei a seguir o blog, parece-me boa e interessante ideia.

Manuel Anastácio disse...

Espadana não derivará, simplesmente do facto de as folhas da planta se assemelharem a uma espada? Aliás: um dos pontos de açúcar é conhecido como "ponto espadana" (quando se retira a escumadeira da calda, esta cai com o aspecto da lâmina de uma espada fina).