sexta-feira, 24 de fevereiro de 2006

Marcos, Malhões e Fronteiras

alguns topónimos imortalizaram limites territoriais, administrativos ou de propriedades, que hoje em dia já não vigoram. mas o nome ficou. o topónimo "Fronteira" refere-se a lugares que confinaram com alguma estabilidade com o império árabe, sendo muito mais frequente na Extremadura e Andaluzia espanholas

Alto do Malhão
Casal do Marco
Casal dos Marcos
Devesa (Pt. e Gz.)
Estremadoiro (Gz.)
Estremadouro
Estremão
Estremo
Extremadoiro (Gz)
Extremo (Pt. e Br.)
Fronteira
Malhanito - diminut. de "Malhão"
Malhão - limite de propriedade rústica
Malhões - plural de "Malhão"
Malhóm (Gz.)- ver "Malhão"
Malhonito - diminuit. de "Malhão"
Marca
Marcão
Marcóm (Gz.)
Marcas
Marco (Pt. e GZ.) - local onde há ou houve um padrão indicativo de limite
Marco de Canavezes (ou Canaveses)
Marco do Distrito
Marcos (Pt. e Gz.)
Marquinha
Marquinho
Mogo (marco de delimitação de propriedade)
Moinho do Malhão
Pedra da Estrema
Pedra do Extremo
Pena Trevinca (Gz.) - ver Comentº de Capeloso
Portela dos Marcos
Praia do Malhão
Quatro Marcos
Salvaterra do Extremo
Três Bispos (Gz.) - ver Comentº de Capeloso
Trevim (do lat. trifini: "três" con-"fins", local onde confluem três limites ou fronteiras... tribais?)

Trevinca (Gz.) - ver Comentº de Capeloso

Vila Verde do Extremo (aqui, "verde" significa "velha")



sobre este assunto pode consultar-se ainda o post "Raias e Fronteiras"


4 comentários:

Jo Lorib disse...

Ola amigo viajante.
Em primeiro lugar queria agradecer o destaque e a amizade na frota.E' reciproca,nao tenha duvida quanto a isso.
Com referencia ao post,nao tenho duvidas em marcos e fronteiras,mas peco que me explique melhor o que e' e a origem de "malhao"
Abraco.

o viajante disse...

olá.
passei o fim de semana fora da rede, por isso só agora vi o seu comentário. "malhão" é um montículo de terra que se utiliza(va) como divisória ou baliza de uma propriedades. é claro que a palavra "malhão" tem vários sentidos. num outro sentido é uma dança popular da região de entre-douro-e-minho - de onde sou natural.
aquele abraço.

ars longa disse...

Caro Viajante

Só hoje li o seu já muito antigo comentário e agradeço o seu interesse sobre o "Imprompto", que está de volta.

Obrigado

Capeloso disse...

Três:
Tevinca, Pena Trevinca (Serra do Eixo): Galiza, Çamora e Leào.
Três-bispos (Ancares): Galiza, Astúrias, Leào.
Obrigado.